RSS

sábado, 3 de janeiro de 2009

MOVER DO ESPÍRITO SANTO NAS CRIANÇAS





Minha primeira postagem do ano. Meu coração se volta para as crianças, pré e adolescentes. Vamos "pegar firme" com elas este ano.Faze-las contar histórias, dançar, expressarem seus pontos de vista, queremos saber o que elas pensam, como vêem Jesus. O que esperam deste mundo e o que tem absorvido dos ensinamentos.
Muitos são tímidos, ou não querem dizer o que pensam, porque estão entre querer ser adulto com atitudes infantis. E as atitudes denunciam o que somos.
A sinceridade deles nos comovem, são naturais, não simulam coisas para agradar a ninguém, são eles mesmos.
Queremos muito ensiná-los a amarem a Jesus porque o conhecem, não porque ouviram falar que é bom. Criar vínculo com ele, saber que um dia ele também foi um adolescente , faze-los entender o que é ter a mente de Cristo.
Crianças não amam pessoas desconhecidas, é preciso tornar Jesus conhecido delas, um amigo invísivel mas real, assim como a cabecinha deles entende.
Que as crianças nos ajudem a ser como elas são, pois das tais é o reino de Deus.


MATEUS 18:33

"e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus."

2 comentários:

Mitch disse...

Olá, Marcia!
Agradeço muito pelo comentário em meu blog, de verdade.
Seria um prazer ter meu texto exposto aqui, agradeço por postá-lo.
Se visitar meu blog outra vez, acredito que adicionei a opção de ter seguidores... Se não, você me dá mais um toque?
Como fazer pra se associar aos blogs evangélicos?
Valeu mais uma vez e gostei da sua postagem sobre as crianças e pré-adolescentes. Abraços, bom 2009!

Pedro Valério disse...

Olá Márcia,
Obrigado por visitar meu blog. Como não achei seu e-mail resolvi responder a pergunta em seu blog.
Pergunta: Concordas que o contraceptivo "DIU" é abortivo?

Resposta: O DIU é um dispositivo introduzido no útero, com efeito anticoncepcional. Libera metais que destroem os espermatozóides, ou progesterona, hormônio que impede a junção do óvulo e do espermatozóide. Caso haja a fecundação, o DIU impede que o ovo fecundado se instale no útero (nidação). O termo nidação significa a implantação da criatura que se acaba de conceber, no útero. A mucosa que recobre a cavidade uterina se chama endométrio. Ali o embrião (de quase uma semana de existência) encontrará a nutrição para seu desenvolvimento. Assim sendo, acredito poder classificar o DIU como tendo uma ação ABORTIVA.

Pedro Valério
"Biólogo a Serviço da Vida"
www.pvalerio.blogspot.com