RSS

sábado, 6 de setembro de 2008



COMO SERVIR A DEUS EM MEIO AO SOFRIMENTO

Conheci o sofrimento antes mesmo de servir a Deus, sabia que se opta-se por isso, não mudaria em nada a essência do meu sofrimento. Olhei em volta de mim mesma e me deparei completamente dependente de um Deus que eu não conhecia, decisão difícil para quem pensava poder decidir tudo em sua vida.
A dependência significava a quebra do meu eu e o domínio das minhas vontades, o “estar debaixo da potente mão do Senhor”, mas que coisa contraditória é essa, quão maravilhoso era estar debaixo da proteção de Deus e como era terrível pensar que teria de ser daquela maneira. Como Deus em sua benevolência permitiu que minha primeira filha tivesse aquela terrível doença que a incapacitaria pelo resto da vida. Um turbilhão de informações de como Deus assim trabalhava na vida daqueles que Ele escolhia. Será que era algo realmente bom ser escolhida por Deus?
Quando isso acontece na vida de alguns cristãos, quando estamos envolvidos em alguma situação que traz muito sofrimento uma doença ou coisas assim, então se começa uma luta e uma busca incessante pela cura. Servir a Deus então seria isso? A busca do milagre?
Entender o que significava aceitar a Jesus foi algo muito além do que um envolvimento emocional, ou a busca do impossível, conhecer a Deus se tornou algo mais importante do que o fato da Verena falar ou andar, senti mesmo que o milagre era eu mesma me dobrar diante do Senhor Jesus. O que era mais difícil para mim, incrédula racional, dona das minhas vontades.
Quando oro deito-me prostrada com o nariz em terra para adorar o meu Senhor, daquele tempo até hoje são exatos doze anos. Levei muito tempo para entender o que era a verdadeira adoração.
E muito lixo ainda existe dentro de mim, muitos papéis velhos, amarelados, sujos e mofados, muita coisa que ainda me separa de Deus.
Com o passar do tempo Deus foi se tornando algo real para mim, fui ao fundo do poço quando minha segunda filha faleceu, tive momentos desesperadores. O interessante é que me mantive calada, só Deus tinha noção real dos meus sentimentos, tive o cuidado de não deixar satanás saber o que se passava em minha mente, meu desespero, minha vontade de morrer... descobri o quanto era importante a minha salvação.
Tinha diante de mim um motivo sério para escarnecer de Deus, negar o evangelho, voltar para o mundo, sem culpa, afinal onde estava Deus na minha vida?, porque o meu testemunho tinha que ser aquele, alguém que perdeu a filha mais querida e mesmo assim continuou fiel a Deus, porque que comigo teria que ser daquele jeito, porque não o testemunho da cura, do milagre?
Quantas perguntas enchiam a minha mente, e não havia resposta na Bíblia ou não havia nenhum cristão que pudesse me explicar.
As tragédias na vida dos cristãos são aceitas da mesma forma que os milagres? São bem vindos morte ao invés da cura, doença ao invés de saúde, pobreza ao invés da riqueza?
O que é verdadeiramente importante para você dentro “do seu servir a Deus”? Você está preparado para aceitar a vontade de Deus em sua vida? Sofrer por coisas que se perde é fácil. Estas disposto a sofrer pelo evangelho? A “poder tudo naquele que te fortalece”?
Deus é duro, Ele é duro na sua justiça e caridoso na sua benevolência. Estas disposto a cumprir os propósitos de Deus? Mesmo que isso signifique dor e até perseguições?

“É vital que vc se mantenha concentrado no Plano de Deus, não no seu problema ou sofrimento. Foi assim que Jesus suportou o sofrimento na cruz, e somos exortados a seguir o seu exemplo: Mantenham o olhar firme em Jesus, nosso líder e orientador. Corrie Tem Boom, que sofreu em um campo de concentração nazista, explicou o poder da concentração: “Se vc olhar para o mundo, ficará aflito. Se olhar para si, ficará deprimido. Mas, se olhar para Cristo, ficará descançado”! Seu enfoque determinará seus sentimentos.

‘ Deus podia ter mantido José fora da cadeia. Daniel fora da cova dos leões, evitado que Jeremias fosse lançado em um poço de lama, impedido os três naufrágios de Paulo, evitado que os três jovens Hebreus fossem jogados na fornalha em chamas- mas não o fez...

“ VOCÊ NUNCA SABERÁ QUE DEUS É TUDO O QUE VOCÊ PRECISA ATÉ QUE ELE SEJA TUDO O QUE VOCÊ TIVER.”

Meditar romanos 8.28,29
Trechos do livro “Uma vida com Propósitos” de Rick Warren pág. 169, 172, etc.

2 comentários:

sthaner de souza disse...

cara,isso é um verdadeiro testemunho, há tempos que não ouvia uma palavra tão verdadeira, cincera e entusiasmante. realmente concordo com tudo que dizes, pois o agir de Deus, muitas vezes só se percebe depois que aconteceu, na hora da tempestade, tudo que queremos é desistir, mas se acasa estiver edificada sobre a rocha, permaneceremos firmes

aline disse...

Conheço seu testemunho de perto. Sei o que vc passou e como enfrentou.
Sempre admirei sua força perante as dificuldades e sua posição fiel perante Deus.
Mesmo passando por tudo isso, vc ainda arrumou ânimo pra pregar pra seus pais, irmãos e na maioria das vezes pra mim.
Você precisava do conforto do Pai, mas queria dividi-lo com todos ao seu redor.
Você tem um lugar muito especial no meu coração. E a nossa vitória... já está garantida!!! O nome poderoso de Jesus já nos garantiu isso. E as tempestades, vamos continuar enfrentando juntas, apoiando uma a outra.
TE AMOOOOOOOO!!!!!!!!!!!